quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Animação: O Pequeno Príncipe

CLIQUE PARA VER O TRAILER
Acabei de assistir e ainda estou chorando. Sério. Nossa.... que lindo! ♥ O Pequeno Príncipe, pra quem não conhece, é um clássico da literatura, escrito por Antoine de Saint-Exupéry, recomendo que leia o livro pois esta é uma experiência única. O filme é inspirado e baseado no livro e segundo o próprio diretor Mark Osborne:"Acho que o primeiro convite foi feito de maneira errada. Queriam saber se eu topava fazer uma grande animação do livro. Eu achava que era muita pretensão. Você não pode simplesmente fazer um filme desse livro, porque a magia dele está justamente na experiência da leitura."
 Ou seja minha gente, não vá ao cinema achando que verá a única história do pequeno príncipe! "Melhor que adaptar o livro seria tentar contar a experiência que tivemos" complementa ele. 



Pois bem, o longa conta uma história paralela, onde a personagem principal (que é uma garota GIRL POWER) se muda para um bairro novo, juntamente com sua mãe, afim de morar perto do colégio dos sonhos. A mãe é a mãe século 21 da qual vemos tantos exemplos, ela é forte e tem de ser forte, pois enfrenta jornadas duplas de trabalho, cria uma criança sem o pai e sem muito apoio, se torna uma pessoa obcecada em estar preparada para com mundo atual e futuro, logo acaba incluindo a filha num plano de vida tão organizado quanto ela própria. A garotinha então se porta como um mini adulto, precoce um tanto demais, porém não deixa de ser encantadora e muito menos de ser uma criança.


Na animação, a história do livro é contada à garota pelo velho aviador, assim como no livro ela é contada à você, leitor. A personagem que até então, não tinha amigos, nem tempo para amizades, pois precisava estudar para ingressar no colégio, conhece esse seu vizinho aviador, um senhor maluquinho que a vizinhança evita o tempo todo. Escondida da mãe, ela o visita todos os dias, ele acaba contando as aventuras do pequeno príncipe a ela e ela se envolve cada vez mais, começa a ser mais ela mesma, se permitindo ser mais criança, vivendo momentos muito divertidos e emocionantes.


O filme também carrega uma grande crítica social, a qual o livro possui. Os seres humanos quando se tornam adultos esquecem que um dia foram crianças, esquecem como a vida é simples, como podemos ser felizes com uma rosa, com um pouquinho de água, com alguém especial, com menos coisas *já que o essencial é invisível aos olhos*. Joga na nossa cara o fato de estarmos cada vez mais obcecados pelo trabalho, pela riqueza, pelo futuro, nos esquecendo do agora, do que já possuímos e principalmente do que cativamos. Senti também uma forte crítica ao capitalismo atual, ao sistema tão prussiano educacional, que transforma cada vez mais crianças em futuros operários, futuros funcionários deixando de se preocupar em transformá-las em futuras pessoas melhores, mentes brilhantes, inovadoras, criadoras, inteligentes, pensantes e acima de tudo, livres. Somando tudo isso à valorização das amizades, dos vínculos humanos e do amor. A parte da raposa despenquei a chorar.


O leitor e fã de Pequeno Príncipe não deve esquecer que a animação vai além do livro, é um belo e perfeito tributo, cheio de lições sobre a preservação da infância,  relações humanas, amadurecimento e até poder feminino. Uma bela e pura arte animada com direito a Stop Motion, ilustrações incríveis, trilha sonora linda e pra finalizar muitas, mas muitas lágrimas.

♥ Recomendadíssimo! ♥ 

2 comentários:

  1. Eu estou louquinha para ver esse filme.. Será que vou chorar? Adorei o post e fiquei com mais vontade de ver... Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh eu tenho certeza que vai chorar Louise hahaha, mas assista sim, não irá se arrepender! Beijos ♥

      Excluir