quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Jogo: Life is Strange


Olá pessoas! No post de hoje vou falar sobre um jogo que mexeu muito comigo em 2015. Life is Strange vem com uma proposta diferente, é um jogo sobre escolhas, amizade e a profundidade das relações humanas, definitivamente é um jogo que te pega, prende e faz você querer saber o que vai acontecer. Ele é dividido em 5 episódios, você pode comprar pra PS3/ PS4, X-Box e para PC também. No PS3 eu joguei em inglês, mas li que saiu agora uma atualização com legendas, e para PC também tem um macete para traduzir.


Assim como Beyond Two Souls, Until Dawn, entre outros, Life is Strange possui um sistema de escolhas durante todo o game, onde você tem que tomar decisões que afetarão o rumo da sua história, podendo ter dois (ou mais) finais diferentes, nesse caso são dois. 

Bom, você joga com Max, uma estudante de fotografia que volta a sua cidade natal para estudar. Max é uma geek girl (me identifiquei muito) um pouco deslocada e gente como a gente. Quando volta para Arcadia Bay ela reencontra uma amiga de infância Chloe, numa situação inusitada e perigosa. É aí que ela descobre um poder nunca revelado antes, o de voltar no tempo! Max percebe que rebobinou quando se encontra exatamente onde estava horas ou minutos antes da cena e logo de cara tem que tomar uma decisão, a qual acho que todos tomaram a mesma nesse primeiro episódio (salvar Chloe).


Confusa, cheia de visões esquisitas e assustada, a gente sente a angústia de Max e o primeiro episódio já nos intriga. Durante o jogo você pode escolher uma ação e se não gostar pode voltar no tempo e mudá-la, você pode usar isso a seu favor, como também fazer cagada.  A trama possui tanto um drama pessoal quanto algo mais profundo acontecendo na cidade, logo após Max reconhecer seu poder ela também reconhece uma força estranha agindo em Arcadia. Pássaros mortos, uma visão de um tornado devastando tudo, mistérios em Blackwell (escola) coisas que perturbam nossa protagonista e nos deixam curiosos. 


 Max se reaproxima de Chloe religando seus laços da infância. As duas voltam em sintonia e Max também entra numa missão para ajudar Chloe a achar Rachel, uma parceira desaparecida (mais mistério). Você vai encontrando e coletando pistas sobre Rachel, sobre Arcadia, sobre estudantes esquisitos e suspeitos de Blackwell e descobrindo aos poucos mais sobre a cidade (conversar com os moradores também ajuda muito)! 


Uma das coisas que mais amei foi o feeling do jogo sabe? A trilha sonora juntamente com as cores e o clima do jogo me deram uma vontade a mais de jogar. A minha sensação foi de voltar no tempo e reviver momentos de quando eu era criança e saía explorar o bairro com minhas amiguinhas e tal (coisa doida minha). Mas não é um jogo infantil, muito menos """"de menininha"""", achei muito profundo o modo como foi desenrolando a história e como Max tem que crescer de uma hora pra outra e tomar atitudes colocando em prova seus princípios e egoísmos (bem o que acontece conosco, ou comigo pelo menos). A gente percebe também a referência à teoria do caos, efeito borboleta e etc, tudo que acontece tem uma reação, o bater das asas da borboleta hoje pode se transformar num.... deixa pra lá! JOGUEM PLMDDS.





Sobre os finais? Tentando não dar spoiler aqui: eu gostei do meu (primeiro) final,  procurei pensar no bem comum, não só em mim, mas em todas as pessoas que me cercam e tal. Achei digno, profundo e bonito a forma como o final que escolhi terminou, apesar de um pouco triste. Ainda assim vale a pena jogar e se envolver com Life is Strange, com certeza um dos meus favoritos. Se você se interessou e quiser ver um gameplay bacanudo vou deixar um link com uma playlist com todos os episódios completos feito pelo Hagazo. Ele é muito divertido, adoro os gameplays dele, se não quiser ver spoiler não assista obviamente hahaha, mas se quiser conhecer o game ou pelo menos alguns episódios, sei lá, clique AQUI!   

Espero que tenham gostado da dica e se tiverem dúvidas a respeito do jogo deixe nos comentários! 



2 comentários:

  1. Eu adoro jogos assim (comecei a jogar Beyond Two Souls agora :D), que você escolhe e pode afetar o final. Me dá vontade de jogar tudo de novo mudando as escolhas, haha.
    Vi muuuita gente elogiando Life is Strange, aí baixei a demo e gostei bastante. Adorei a Max, perdi o maior tempo lendo o diário dela, haha. Só que fiquei sem tempo e nem joguei mais nada, voltei a jogar agora. Depois que terminar Beyond eu vejo se compro todos os episódios na Playstation Store, porque Life is Strange me interessou bastante. :3

    Beijos!
    Vestindo o Tédio

    ResponderExcluir
  2. Ahhh Beyond Two Souls é um dos meus favoritos tb Bia! Amei Life is Strange, tem muito essa pegada, vc vai adorar jogar os outros episódios!
    Bom jogo! Beijoss ♥

    ResponderExcluir