sábado, 29 de outubro de 2016

Especial Halloween: O Oceano no Fim do Caminho



Outubro está quase no fim e eu nada de postar algo em homenagem ao Halloween, bom, ainda há tempo e hoje trago a resenha de um livro indispensável do nosso querido Neil Gaiman, O Oceano no Fim do Caminho!

Livro: O Oceano no fim do Caminho
Título original: The ocean at the End of the Lane
Autor (a): Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Páginas: 205
ISBN: 9788580573688


Sinopse: Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino. Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

O Oceano no Fim do Caminho, é escrito por Neil Gaiman, que também é autor da melhor HQ do universo (Sandman)! O livro tem uma atmosfera de terror e fantasia e é narrado por uma criança de 7 anos, uma criança sem nome. Depois de adulto essa criança vai até um velório na fazenda em que nasceu e viveu sua infância recordando partes dela, e é aí que nossa história começa. O personagem vai até o lago situado no seu antigo bairro e relembra de Lettie, uma vizinha que chamava o lago de oceano e também que mudara sua vida.



O garoto descreve uma época bem específica e aterrorizante de sua infância, quando seus pais resolvem alugar seu quarto para conseguir mais dinheiro e, após isso, eventos estranhos começam a acontecer.  

O primeiro hóspede da família é um sul africano que atropela o gatinho do nosso menino (chorei muito) rouba o carro da família e se suicida dentro (isso é baseado num fato que ocorreu de verdade na vida de Neil) e após o suicídio parece que ele desperta uma criatura maligna, um espírito que era adormecido e agora insiste em entrar na vida do garoto. Esse espírito toma muitas formas para conseguir o que quer, em forma de Úrsula, a próxima hóspede de seus pais, ele seduz seu pai, consegue a simpatia de sua irmã, tudo para ficar na casa e tornar a vida do personagem um inferno.

"Existem monstros de todos os formatos e tamanhos. Alguns deles são coisas de que as pessoas têm medo. Alguns são coisas que se parecem com outras das quais as pessoas costumavam ter medo muito tempo atrás. Algumas vezes os monstros são coisas das quais as pessoas deveriam ter medo, mas não têm. ’’

Depois de muito sofrimento, nosso menino consegue fugir e vai parar na casa das Hempstock, a família de Lettie. A família é composta apenas por mulheres, fortes e corajosas, prometem ajudar o garoto a se livrar dessa entidade. Um adendo aqui: essas mulheres me lembraram muito das Moiras da mitologia grega, eram três irmãs que determinavam o destino, tanto dos deuses, quanto dos seres humanos e eu falo isso pois as três Hempstocks demonstram ter um poder sobre as coisas, uma certa clarividência, às vezes até mesmo o poder de mudar o futuro! Enfim... 


O Oceano no fim do Caminho é por muitos considerado um relato da passagem da infância para adolescência, o que achei muito interessante e me deu saudades da Gabi de 15 anos atrás. Inclusive a história ser contada por uma criança nos traz essa nostalgia e quando nos vemos estamos mergulhados na trama como se voltássemos a ser criança mesmo. 


É um livro muito bacana e indo mais afundo, ele fala fundamentalmente do escapismo, nós vemos que o personagem fugia da realidade por meio dos livros, algo que o próprio Neil Gaiman fazia na infância e que todos nós fazemos com alguma coisa na vida em algum momento da vida. A entidade que persegue o personagem pode representar as agruras da vida adulta, as mentiras, as intrigas, tudo que uma criança vê de ruim num adulto e por essas e outras coisas Neil Gaiman é sensacional! É um livro curto rápido de ser lido e para quem teve uma infância com imaginação muito fértil como eu, vai amar cada pedacinho da história! Resolvi fazer a resenha dele pro Halloween pois acho Úrsula um personagem extremamente assustador e tenso, espero que gostem e se você já leu comenta aqui o que achou! 


Nota:



2 comentários:

  1. adorei esse livro e, foi o meu 1o contato com o neil gaiman! quero comprar mais livros dele :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu primeiro foi Coraline, que é muito bom por sinal! Também quero ler mais obras dele, "O Livro do Cemitério" já está na lista pra ler!

      Estou lendo Sandman também, que é maravilhoso! ♥

      Excluir