Você precisa assistir: Okja

18:25:00


O novo filme Original Netflix entrou no catálogo recentemente, com um elenco que vai de Tilda Swinton, Jake Gyllenhaal, até Lily Collins, Paul Dano, etc. Vim aqui contar pra vocês um pouco da trama e minha opinião.

Okja, dirigido por Joon-Ho Bong, começa nos contando a história de uma empresa multinacional, onde sua nova CEO Lucy Mirando (Tilda Swinton) revela que uma revolução na indústria alimentícia está por vir. Ela cria super porcos, porcos "mutantes" que depois de 10 anos sob cuidados, eles crescem e ficam gigantes, para o consumo da população.



A empresa cria por trás da história dos super porcos um tipo de reality show, onde 10 super porcos serão "emprestados" para 10 fazendeiros espalhados pelo mundo, depois de 10 anos, os porcos seriam pegos de volta pela empresa e o melhor porco, mais bonito, grande, etc, ganharia o reality.

Pois bem, acontece que um desses fazendeiros, lá na Coréia, possui uma netinha, Mija (Seo-Hyun Ahn), ela conhece um super porco na infância, e lhes dão o nome de Okja. Convive 10 anos com sua super porca Okja e se tornam melhores amigas. A amizade entre as duas é muito comovente e gostosa de ver, a cumplicidade, o respeito pela natureza, tudo muito delicado, com uma atmosfera bem Studio Ghibli.





Acontece que os 10 anos se passaram e Okja, assim como outros porcos, precisa retornar à Nova York para ser abatida. A população, a imprensa e a corporação anseiam por esse momento há anos. É então que começa a luta de Mija para ficar com sua melhor amiga na montanha, onde sempre viveram.

O longa  mostra o lado cruel da indústria da carne, assistir ao filme é um soco no estômago e te faz pensar mil vezes em virar vegetariana (pelo menos). Um toque de comédia deixa o clima mais ameno, porém, o tema é bem pesado, adicionado à história comovente e emocionante de Okja e Mija, tudo fica mais difícil de engolir. Mas é envolvente,  você não consegue parar de assistir até rolar os créditos, e quando acaba você irá derrubar pelo menos algumas lágrimas, ou ficar com uma angústia no peito por algum tempo.

Um filme lindo, que gera importantes reflexões pra humanidade, apesar de doloroso para muitos. Espero que assistam e que me contem suas opiniões!


Você também pode gostar...

0 comentários